Se quiseres seguir o Bisonte e não fores da PJ, bota aqui o teu e-mail e clica em Submit

domingo, 27 de maio de 2012

Polícias acusam formigas de roubarem haxixe


Ora bem, não tenho escrito grande coisa, mas não podia deixar passar esta em branco...

http://noticias.r7.com/esquisitices/noticias/policiais-culpam-formigas-por-sumico-de-haxixe-20100422.html

http://www.tvi24.iol.pt/acredite-se-quiser/tvi24-acredite-formigas-policia-cannabis-desaparecer/1157329-4088.html

Ao que parece, em Goa, na Índia, o inspector-chefe, Ashish Shirodkar, está a ser acusado de contrabandear haxixe com um conhecido traficante asiático, de seu nome, Israel Atala. Como qualquer bom inspector faria, quando confrontado com as acusações, decidiu culpar as formigas pelo sucedido. Como a situação, além de caricata, é grave, decidiram chamar ao local o enviado especial Bisonte Lilás para este conduzir uma investigação imparcial.

Fiquemos então com uns dados pertinentes para a investigação…

Uma formiga, mais pata menos pata, pesa cerca de 5mg, chegando a conseguir levantar o equivalente a pouco mais de 100 vezes o peso do seu corpo, o que, neste caso, corresponde a 500mg. Ora, sendo que 24kg correspondem a 24.000.000mg, bastariam cerca de 50.000 formigas para suportar os 24kg de haxixe.
A maior colónia de formigas descoberta até ao ano 2000 era constituída por uma estimativa de 306 milhões de formigas obreiras e cerca de um milhão de formigas rainhas, como tal, está longe de ser impossível ter as tais 50.000 formigas a transportar o haxixe, pois representam apenas 0,016% da quantidade existente nessa colónia de formigas.

O Bisonte reuniu-se com as duas partes, de forma a tentar apurar a verdade dos factos.

Tentámos falar com uma das formigas rainhas responsáveis, mas a informação que nos foi dada é que entre manicures e SPAs, férias ou baixas fraudulentas, nenhuma se encontrava disponível. Apresentaram-nos então a formiga trabalhadora e porta-voz, Ant Hashish, com quem tivemos o prazer de falar. Segue a entrevista…

- Boa tarde. Ant Hashish não é um nome um pouco estranho?
- Isso vindo de um Bisonte Lilás…
- Penso que não entendeu bem onde eu queria chegar, é que corre um rumor de que vocês estão a ser acusadas por terem furtado haxixe, ora o seu apelido…
- Sim, certo… e o nome próprio do gajo que nos está a acusar, não te diz nada?
- Ah, nem tinha reparado, que estranho. Peço desculpa, então…
- Deixa lá, amigo, nós já estamos habituados, somos presos por ter cão e por não ter. Em caso de dúvida, culpa-se a formiga.
- Mas já teve mais situações semelhantes?
- Mais ou menos… da outra vez reivindicámos e não acreditaram em nós!
- Roubaram droga?
- Não, não, foi quando fizemos desaparecer a estátua da liberdade e atribuíram o feito ao David Copperfield! Ah e tal, é magia! Mas qual magia, pá, aqui trabalha-se!
- Peço desculpa, não era minha intenção ofendê-la. Que cheiro estranho é este?
- Bem, já é a segunda! Olha lá, pá, não é ofendê-lA, é ofendê-lO, sou uma formiga, mas sou macho, sim? Em relação à pergunta, é incenso…
- De certeza?
- Não sei se é de certeza, quem escolhe as fragrâncias é outro gajo, eu é mais é entrevistas…
- Você é muito engraçado!
- Sim, dizem-me muito. Mas diga-me lá qual é afinal o propósito da sua visita?
- Portanto, vai dizer-me que este cheiro que eu estou a sentir não é de haxixe?
- É assim, o meu amigo é que sabe o que andou a fumar, ou ao que cheira!
- A polícia disse que vocês roubaram 24kg de haxixe.
- Sim, e eu sou o Pai Natal.
- Portanto, alega não que não tiveram qualquer tipo de envolvimento?
- Não, já te disse que sou o Pai Natal e que me envolvo com a personagem.
- Mas estamos a falar do haxixe!
- O Pai Natal não fuma.
- Isto assim parece uma conversa de surdos!
- Eu não tenho culpa que não te saibas expressar, pá! O que queres tu afinal?
- Saber se vocês estão envolvidos no roubo do haxixe…
- Claro que sim, ou como é que tu julgas que pomos as cigarras a cantar? Sóbrias, já não lhes sai nada de jeito… aqui a vida de animal não é fácil, também temos depressões, problemas reais, as tardes da Júlia...
- Interessante!
- Interessante era acabarmos a entrevista, que tenho de ir bulir.
- Parece-me bem. Olhe, resta-me dizer-lhe que vou apresentar o meu parecer e que aprendi a respeitar as formigas e a sua capacidade de trabalho e organização. É que ninguém acreditava que vocês tinham roubado o haxixe e faziam imensas piadas com isso, diziam que só acreditavam no vosso roubo do haxixe quando vissem porcos a andar de bicicleta, ehhehehehe
- É assim, se estiverem na Índia, isso é fácil, basta porem-se à coca na fronteira com o Tibete, que os monges estão à espera de um carregamento de haxe (não é desodorizante, atenção) e os porcos de bicicleta são os nossos correios de droga.
- Estou chocado!
- Também eu, meu filho, mas o preço da gasolina está pela hora da morte e tivemos de abdicar dos pelicanos de lambreta.

Mustard Of Puppets

sexta-feira, 4 de maio de 2012

James Buondi... possível publicidade Buondi


Enviei este e-mail para a Buondi... (aparece do mais recente para o mais antigo, como tal, comecem a ler de baixo para cima, por favor...)

"Boa noite.

Então aqui fica a sugestão... (vejam primeiro a imagem em anexo)
À semelhança do que acontece com as marcas Aston Martin, BMW, Omega, também o café que James Bond bebe poderia ser associado a uma marca. E que marca melhor para fazer o trocadilho, que a Buondi? Não há...

My name is Buondi, James Buondi...

Desta forma, para além de fazerem o trocadilho (que fica facilmente no ouvido e faz rir), passavam também a imagem de charme - sempre associada ao James Bond - para o vosso café, combatendo assim a associação George Clooney / Nespresso. A Nespresso tem o "What Else?", mas vocês, no final do anúncio, podiam, a título de resposta à pergunta do George Clooney, utilizar/adaptar uma frase que foi título de uma das mais bonitas músicas de sempre do James Bond, a saber: Buondi, nobody does it better.

Quando referi que seria necessário o apoio internacional, foi por ter noção que "alianças" deste tipo custam mesmo muito dinheiro, quer a promover, quer a manter.

Fico a aguardar os vossos comentários.

Cumprimentos,
Citro (Tiago Ferreira)
 
Citando "SAC,Serviço ao Consumidor,LISBOA,Serviço Consumidor" <FaleConnosco@pt.nestle.com>:
Exmº Senhor Citro,

Agradecemos   o seu contacto, assim como interesse  na nossa Empresa.

Em seguimento, informamos que o Serviço ao Consumidor, não está autorizado a  facultar contactos internos dos departamentos  ou de colaboradores  da  Nestlé Portugal.

Poderá  fazer o envio de uma apresentação  para o email, do Serviço ao Consumidor , através do e-mailfaleconnosco@pt.nestle.com, que certamente nos encarregaremos de o encaminhar para o departamento responsável.

Caso prefira poderá entrar em contacto através dos seguintes dados:


Nestlé Portugal SA
Rua Alexandre Herculano, 8
2799-554 Linda-a-Velha
Tel. 21 414 85 00
Fax. 21 414 37 00

Na eventualidade de necessitar de algum esclarecimento adicional sobre esta ou outra questão, teremos todo o gosto em dialogar consigo através da nossa Linha de Serviço ao Consumidor Nestlé - 800 201 591 nos dias úteis entre as 08:30 e as 18:30, ou se preferir, poderá sempre contactar-nos através do nosso e-mail - faleconnosco@pt.nestle.com .
Sem mais de momento, apresentamos os nossos melhores cumprimentos.


Andreia Rodrigues
Nestlé Serviço ao Consumidor
Nestlé Portugal, S.A.
Rua Alexandre Herculano, Nº 8
2799-554 Linda-a-Velha
800 201 591 (08:30 - 18:30 Dias úteis)

  
From: citro@sapo.pt [mailto:citro@sapo.pt]
Sent: quarta-feira, 2 de Maio de 2012 23:21
To: SAC,Serviço ao Consumidor,LISBOA,Serviço Consumidor
Subject: Citro - Bisonte Lilás no Facebook

Boa noite,

Pretendia saber para onde devo dirigir uma possível publicidade Buondi? Esta publicidade teria impacto internacional, pelo que, a meu ver, deveria ser tratada a nível internacional.

Obrigado e cumprimentos,
Citro"

quinta-feira, 3 de maio de 2012

A actualidade em análise, por Citro, aka Bisonte Lilás


Reacções - lentas - em cadeia

Dia 1 de Maio, dia do trabalhador, o país parou. Parou nas habituais marchas de protesto dos sindicatos e, também, nas filas no Pingo Doce. Estão na moda as Flash Mobs, mas eu digo desde já que, nem combinado, se atingia este nível de paralisação voluntária e/ou... involuntária.

E porque duas desgraças nunca vêm só, um dia volvido, em Caxias, um comboio embateu noutro enquanto este estava... parado (sim, leram bem).
Há já muita especulação sobre o que terá motivado o acidente, mas ao que o enviado especial do Bisonte Lilás pôde apurar, deveu-se a conflitos ocorridos entre os maquinistas das duas composições, no dia anterior, no Pingo Doce de Paço D'Arcos. Ao que parece, houve uma disputa fervorosa pelo último produto da prateleira 7, um livro intitulado "Greves para totós". O maquinista da composição da frente teria então conseguido ficar com o último livro, com a agravante de que, quando chegou de manhã à sede, terá ainda feito pouco do outro colega junto dos outros companheiros.
Indignado, Manuel Jaquim não descansou enquanto não obteve a sua vingança. Mudou de imediato os turnos, para que pudesse ir na composição a seguir à do outro colega... Encetou então uma fervorosa perseguição, desde Cascais, que só teve término em Caxias, aquando do embate.

Num rigoroso exclusivo para o Bisonte Lilás, Manuel Jaquim disse apenas: "Gostava de ver agora a cara do Asdrúbal Leonel, aposto que já não se está a rir... pelo menos com os dentes todos! Eu nem gosto de me gabar, o gajo achava-se tão esperto, tão esperto, mas eu cá não precisei de ler o livro para começar logo a paralisar!"

E é isto que temos, minha gente :)
Citro